Tem plástico demais

Realmente hoje em dia quase tudo que temos a nossa disposição tem algo plástico. Seja na embalagem, na composição, ou para transporte ou tudo mais que necessite.

As noticias enfatizam que o Brasil, nosso povo cheio de problemas, é o quarto maior consumidor de plástico do planeta.



Essa notícia é dada como um puxão de orelha na população que consome e descarta demais o plástico, principalmente aquele utilizado apenas uma vez, como nas embalagens.


Realmente isso é algo que vai contra a politica de sustentabilidade do nosso governo, "quando digo esta ironia, é desde o tempo do império" que sempre teve um rigor absoluto com a proteção ambiental.

Também sofremos com o descarte que não recicla todo este material, apesar dos inúmeros incentivos para que seja reaproveitado tudo o que jogamos fora.


A minha crise de pelanca é com essas puxadas de orelhas que os pseudos intelectuais da consciência global que sempre costumam apontar o dedo para o nosso povo, que já tem encrenca demais.

Vamos lá. Somos a quinta maior população do planeta. Ser o quarto maior consumidor não é nada de assustar.

Em cidades como São Paulo onde não pode mais distribuir sacolas plásticas em supermercados e lojas, isso foi implantado a pulso, com lobby de diversos políticos e de empresas do ramo, que foram contra a retirada da sacolinha.

É muito raro o trabalho de reciclagem. Poucas cidades tem, sendo sempre algo degradante, feito de forma primitiva, deixando pessoas expostas a sujeira e contaminações. O profissional de reciclagem não tem o menor valor ou consideração por parte dos que mais interessa. Os governos em seus âmbitos.

A Reciclagem promove a melhora na limpeza geral das cidades, que minimiza a contribuição de elementos que prejudicam o escoamento de águas pluviais e com isso os perigos como enchentes, rompimento de tubulações que promovem vazamentos e o estrago geral do pavimento das ruas, acumulo de sujeiras que servem de criadouros de mosquitos e outras pragas, ou seja, a reciclagem trás um benefício a cidade, que deveria ser altamente valorizado pelos governos.

Além de fornecer matéria prima mais barata para industria, que costuma colocar selo verde nos seus produtos que utilizam material reciclado e vender por uma fortuna.




Mas ainda não é isso. Eu desafio você a ir a um hipermercado, supermercado, loja, shopping, bodega, birosca, vendinha, ou qualquer buraco que venda produto industrializado e consiga comprar algo sem plástico.

Até as frutas e legumes são dispostas em embalagens com isopor e plástico!





Você não pode cobrar o seu filho de comer um brócolis, com um Big Mac na mão.


Hipocrisia tem limite. As grandes corporações que patrocinam estes estudos, que bancas todo o sistema de imprensa que divulga uma noticia dessas apontando o dedo para o povo, não dá pra engolir.

Comecem por ai, por cima da carne seca, aqueles que produzem, a diminuir a utilização de plástico. Nós aqui na parte de baixo da cadeira alimentar dos tubarões da economia, só podemos comprar e pagar no cartão em 3 vezes. Ah. O cartão também é de plástico.


Ou vamos começar a boicotar a compra de produtos que utilizem plásticos descartáveis na embalagem? Isso pode não dar certo.




inicial.jpg
eneagrama.jpg
consultas.jpg
livros.jpg
curso.jpg
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now